Agentes de Saúde recebem orientações de prevenção ao suicídio

O Departamento de Higiene e Saúde, por meio do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) e do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), segue com ações de conscientização em alusão ao “Setembro Amarelo”, mês de prevenção ao suicídio. As atividades continuaram na tarde desta terça-feira (11), em uma reunião com agentes comunitários de saúde. Na ocasião, foram abordados possíveis encaminhamentos, ações e protocolos relacionados ao tema aos mais de 70 profissionais que atuam nas Unidades de saúde do município.

Cláudia Gomes, psicóloga do NASF e uma das palestrantes, destacou a importância de abordar o assunto com este público. “Nosso intuito é dar fundamento aos agentes sobre o suicídio, fazendo com que esse conhecimento possa ser disseminado nas visitas e entre a própria equipe da Unidade”, disse.

Para Marcos Roberto Gehring, palestrante convidado, o objetivo é sensibilizar os profissionais quanto ao tema. “O suicídio é um problema de saúde que não escolhe idade, sexo ou classe social. O agente comunitário é a pessoa que está em contato direto e eventualmente tem conversas informais com o seu atendido. Nesse sentido, com base em palestras como esta, cursos e informações, eles poderão estar muito mais aptos a diagnosticar a situação e encaminhar esse paciente afim de dar o atendimento mais elaborado”, ressaltou.

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 800 mil pessoas cometem suicídio por ano. No Brasil, é registrada uma ocorrência a cada 45 minutos, e de acordo com diagnóstico do Ministério da Saúde, foi registrado entre 2011 e 2016, 62.804 mortes por suicídio, além das 48.204 tentativas.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *