DHS segue com campanha de Vacinação Contra a Gripe. Dia ‘D’ será neste sábado (12/05)

Somente idosos, gestantes, crianças até 5 anos e 11 meses e pessoas com doenças crônicas devem procurar os postos de saúde ao qual pertençam para se vacinarem

Um balanço divulgado pelo Departamento de Higiene e Saúde de Pompeia indicou que, até a última sexta-feira (04/05), foram vacinados 1803 moradores. Este número ainda é considerado baixo, sendo que em Pompeia, cerca de 5 mil pessoas devem ser vacinadas.

Segundo Adriana Fernandes Parra, enfermeira responsável pelo setor de epidemiologia, não faltarão vacinas para estes grupos, e ressalta que quanto antes se vacinar, melhor. “É importante que a população da campanha se vacine neste período para ficar protegida quando o inverno chegar”, disse. Como o organismo leva, em média, de duas a três semanas para criar os anticorpos que geram proteção contra a gripe após a vacinação, o ideal é realizar a imunização antes do início do inverno. O período de maior circulação da gripe vai do final de maio até agosto.

Até o momento, os grupos prioritários estão um pouco abaixo da meta de vacinação. Entre os públicos-alvo, os idosos registraram a maior cobertura vacinal, com 1214 doses aplicadas, o que representa 44,19 %, seguido dos trabalhadores de saúde (43,78%), puérperas (34,38 %) e gestantes (30,21%). Já os grupos que menos se vacinaram até o momento são as crianças (28,15 %) e professores (4,15 %), docentes que já têm preparada uma intensificação prevista ainda nesta semana.

A vacina disponibilizada pelo Ministério da Saúde protege contra os três subtipos do vírus da gripe determinados pela OMS para este ano (A/H1N1; A/H3N2 e influenza B). A vacina contra influenza é segura e também é considerada uma das medidas mais eficazes na prevenção de complicações e casos graves de gripe. Estudos demonstram que a vacinação pode reduzir entre 32% e 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da influenza.

Público Alvo

A vacina contra a gripe está disponível em todas as Unidades de Saúde para crianças de seis meses a menores de cinco anos; pessoas com 60 anos ou mais; trabalhadores de saúde; povos indígenas; gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto); professores; pessoas com outras condições clínicas especiais, além de portadores de doenças crônicas não transmissíveis, que deverão se dirigir aos postos em que estão registrados para receber a vacina, sem a necessidade de prescrição médica.

Dia D

Este sábado (12/05) será o dia D de vacinação contra o vírus influenza. O objetivo é imunizar pelo menos 90% das cerca de 5 mil pessoas que integram o público alvo. A ação é promovida pelo Ministério da Saúde através do DHS, que irá disponibilizar as sete USFs do município com atendimento a ser oferecido das 8h às 17h.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *