Governo Federal comunica falta de inseticida de combate a dengue em todo o país

Pompeia é afetada, mas governo intensifica ações de bloqueio, realização de visitas casa a casa e mutirões de limpeza. Nota do Ministério da Saúde emitida no dia 30 de abril informou o desabastecimento do estoque nacional do inseticida “Malathion”

O desabastecimento do estoque nacional do inseticida de combate ao mosquito da dengue, comunicado pelo governo federal no final de abril, fez com que o DHS de Pompeia precisasse suspender a nebulização no Município no início desta semana (13/5). O produto está indisponível inclusive em outros países da América do Sul, o que inviabiliza qualquer tentativa de adquiri-lo. A Bayer, empresa fabricante, prevê a reposição dos inseticidas para o mês de junho. Em Pompeia, a nebulização foi interrompida, porém, os trabalhos de prevenção, combate e ações de isolamento de residências com suspeitas de dengue, estão sendo intensificadas.

João Marcelo Destro “Shell”, responsável pela vigilância sanitária, e Luciana Martessi, enfermeira epidemiológica, informaram terem realizado o pedido dos inseticidas à SUCEN (Superintendência de Controle de Endemias), que reforçou não ter como disponibilizar o mesmo pela falta em todo o país. O órgão assume que o “ministério passa por um desabastecimento momentâneo”, cita que foram recolhidos 105 mil litros do produto para análises, e fez uma previsão de entrega de uma nova remessa para o próximo mês.

No entanto, a Vigilância Sanitária de Pompeia informou que a nebulização já foi concluída em 80% dos locais com casos notificados ao sistema público de saúde do Município e ressaltou que a nebulização não é a única medida de combate ao Aedes aegypti. O DHS continua munindo as Unidades de Saúde com os insumos necessários para o tratamento de pacientes diagnosticados com dengue e oferece todo apoio técnico e logístico ao trabalho das equipes de Agentes Comunitários de Saúde, Agentes Sanitários e Agentes de Endemias. O estoque de testes de diagnóstico imediato para novos pacientes que apresentem sintomas também estão mantidos abastecidos pelo governo municipal.

Em 2015, ano do último surto de dengue em Pompeia, foram registrados 773 casos de dengue, número quatro vezes maior do que o registrado neste ano. Outro detalhe a ser observado é que a nebulização só mata o mosquito adulto, por isso, não é totalmente suficiente para o combate a dengue. Evitar acúmulo de água em latas, pneus, vasos de flores e outros objetos, e manter caixas d’água e outros recipientes usados para armazenar água vedados, são ações de combate que não devem ser dispensados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *